A poderosa frustração
Uma das grandes dificuldades que pode surgir ao longo deste ciclo lunar é lidar com a frustração.

O que é a frustração?
"Estado emocional que acompanha a interrupção de um comportamento motivado, ou seja é um estado psíquico que resulta do bloqueio da motivação provocada por qualquer barreira que impede de alcançar um projeto ou objetivo esperado. " – Wikipedia

Astrologicamente o aspeto tenso ( ainda não exato ) entre Saturno e Úrano nesta Lua Nova tem correspondência com este sentimento de frustração geral.
A dificuldade de se ultrapassar desafios pesados que levarão o seu tempo e para o qual as soluções e os recursos demoram a chegar. E, por outro lado, a resistência/receio à mudança misturada com a urgência da mudança/progresso.

As notícias realistas é que este aspeto acentuar-se-á em 2021, por volta dos meses de fevereiro, junho e dezembro, ou seja, a frustração veio para ficar e assim é bom ter esta consciência e encontrar forma de gerir a mesma. Pois é deste período de dificuldade que se erguem novas estruturas, e uma "nova" economia.

Mas, a frustração tanto pode ser dos piores sentimentos ( bloqueia e faz sentir que não há saídas), como pode ser dos mais PODEROSOS estados emocionais na construção gradual de resiliência interior que permanece para sempre.

Qualquer atleta de alta competição, empresário de sucesso ou até pessoa que superou uma doença grave, passou por momentos de frustração, etapas sem certezas e apoiado unicamente na sua vontade ou fé. Venceram focados em cada passo, fazendo face a cada obstáculo, comemorando e fortalecendo-se com cada pequena vitória.
Este é o nosso caminho agora para nos reiventarmos e nos adaptarmos a toda uma nova realidade em construção gradual e demorada.

Dicas para gerir melhor a frustração:

1- Olhar para os acontecimento com distanciamento:
imaginem-se um pássaro todo poderoso a observar os acontecimentos de cima sem se envolver emocionalmente, mantendo o controlo e guiando-se pela sua intuição.

2- Diferenciar entre aquilo que desejamos daquilo que necessitamos:
O tempo agora é foco no que necessitamos em cada passo, rentabilizando os recursos que temos e encontrando prazer de viver com o que temos.

3- Sentir, não resistir e deixar ir:
Quando a frustração se manifestar no corpo, respirar profundamente e desbloquear a contração do corpo, dos ombros e do coração.

4- Dar-nos tempo e dar tempo à Vida/Universo:
Era bom podermos atalhar o caminho mas não há caminhos alternativos. Isso seria fácil e estes ciclos coletivos não vieram para cair no esquecimento.

Fiquem bem!
Bom fim de semana, o Sol parece que veio para ficar ;)

MT Astróloga & Life Coach

obrigado pela partilha | monica teixeira | DFAstrolS